Farmácia

Farmácia Municipal

A- A A+

 

COMPONENTE BÁSICO

 

Assistência Farmacêutica na Atenção Básica é financiada pelo Ministério da Saúde, Estados e Municípios. De acordo com a Portaria nº 1.555, de 30 de julho de 2013, a partida federal é de R$ 5,1O/habitante/ano, e as contrapartidas estaduais e municipais devem ser de no mínimo R$ 2,36/habitante/ano cada, sendo que esses recursos devem ser aplicados no custeio dos medicamentos destinados aos agravos prevalentes e prioritários da Atenção Básica, presentes na RENAME vigente.

 

COMPONENTE ESTRATÉGICO

 

O Componente Estratégico da Assistência Farmacêutica (CESAF) destina-se à garantia do acesso equitativo a medicamentos e insumos, para prevenção, diagnóstico, tratamento e controle de doenças e agravos de perfil endêmico, com importância epidemiológica, impacto socioeconômico ou que acometem populações vulneráveis, contemplados em programas estratégicos de saúde do SUS. Abrangem os seguintes programas:

 

- DST/AIDS (Antiretrovirais);

 

- Endemias focais (malária, leishmaniose, doença de chagas e outras doenças endêmicas);

 

- Hanseníase;

 

- Tuberculose;

 

- Talidomida para lúpus eritematoso sistêmico, doença do enxerto x hospedeiro e mieloma múltiplo;

 

- Doenças hematológicas e hemoderivados;

 

- Influenza;

 

- Medicamentos e insumos para o controle do tabagismo.

 

COMPONENTE ESPECIALIZADO

 

O Componente Especializado da Assistência Farmacêutica visa garantir no âmbito do SUS, o acesso ao tratamento medicamentoso, de doenças raras, de baixa prevalência ou de uso crônico prolongado com alto custo unitário, cujas linhas de cuidado estão definidas em Protocolos Clínicos e Diretrizes Terapêuticas - PCDT, publicados pelo Ministério da Saúde - MS.

 

Além dos medicamentos padronizados nos Componentes da Assistência Farmacêutica, ainda há aqueles ofertados por meio dos Programas Especiais da SESA/PR:

 

Paraná Sem Dor:

 

A Secretaria de Estado da Saúde do Paraná possui, desde o ano 2000, um programa específico para tratamento da dor - Programa Paraná Sem Dor. Por meio deste Programa é disponibilizado aos usuários um elenco de medicamentos, estabelecido com base na escala analgésica da Organização Mundial de Saúde.

 

Análogos De Insulina - Diabetes Tipo 1:

 

O fornecimento de Análogos de Insulina para pacientes com Diabetes mellitus tipo 1 (insulino-dependentes) instáveis ou de difícil controle foi implantado no Estado do Paraná em outubro de 2006. É pré-requisito para o cadastro no programa o uso prévio das Insulinas humanas NPH e Regular ou Insulina pré-misturada, sem a obtenção do controle adequado da doença.

 

Infecções Oportunistas – Aids:

 

A prevenção de infecções oportunistas em indivíduos infectados pelo HIV é uma intervenção de grande efetividade e que proporciona redução significativa da morbimortalidade das pessoas vivendo com HIV/AIDS.

 

REDE DE FRIO

 

A Rede de Frio ou Cadeia de Frio é o processo de armazenamento, conservação, manipulação, distribuição e transporte dos imunobiológicos do Programa Nacional de Imunizações, e deve ter as condições adequadas de refrigeração, desde o laboratório produtor até o momento em que a vacina é administrada.

 

O objetivo final da Rede de Frio é assegurar que todos os imunobiológicos administrados mantenham suas características iniciais, a fim de conferir imunidade, haja vista que são produtos termolábeis, isto é, se deterioram depois de determinado tempo quando expostos a variações de temperaturas inadequadas à sua conservação. O calor acelera a inativação dos componentes imunogênicos.

 

É necessário, portanto, mantê-los constantemente refrigerados, utilizando instalações e equipamentos adequados em todas as instâncias: nacional, estadual, regional ou distrital e municipal/local. Um manuseio inadequado, um equipamento com defeito, ou falta de energia elétrica podem interromper o processo de refrigeração, comprometendo a potência e eficácia dos imunobiológicos.

 

Horário de funcionamento:

 

Segunda à sexta das 08:00 às 19:00 horas.

 

Endereço:

 

Rua Joaquim Marcondes Pupo, N.º 727

 

Telefones:

 

(42) 3436-2807 e (42) 9159-3300

 

Email:

 

farmacia@imbituva.pr.gov.br

 

Farmacêuticos responsáveis:

 

- Jéssica Manosso Alves de Oliveira CRF: 24.079

 

- Jair Lopes Junior CRF: 15.408

 

- Sara Schoroeder Zanlourense CRF: 25.398

Cep: - -